sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

LUTO

Mamãe lá traz, eu e Dudinha
Minha mãe se foi. Foi embora na madrugada do dia 02 e somente agora estou conseguindo escrever alguma coisa. Ainda não tive um tempo para minha dor. Uma hora são as meninas, outra o meu pai, o trabalho ... e por aí vai. Não pude ainda colocar essa dor pra fora. Ela está aqui dentro do meu peito, doendo, bem devagar. É uma dor como a do parto, que dói e não se consegue explicar. Como explicar essa dor?
Minhas crenças me ajudam a entender a morte, me confortam, me acalmam, mas mesmo assim dói, e muito.
Quero o tempo de volta pra poder fazer mais, beijar mais, abraçar mais, ouvir mais, cuidar mais ...
Agora o que tenho são lembranças e saudade e essa dor.

9 comentários:

Maria Salomé disse...

Querida

vim te ver e encontro o teu post, sinto muito querida, imagino como deve ser ruim mesmo, costumo dizer que: Uma dor física não é ruim, pois agente toma um analgésico e passa, mas a dor do coração, da alma, essa sim, só o tempo, só Deus para passar o bálsamo para aliviar. Qu8e Deus te ajude querida a superar e separação temporária.
Beijos carinhosos
Salomé

Aninha disse...

Minha Lindinha!
Tenha calma e muita fé.
Onde estiver a tua mamãe ali estára o teu coração.
Que DEUS ILUMINE O NOVO CAMINHO QUE TUA MAMÃE HÁ DE SEGUIR...
Um beijinho no teu coração.
Aninha.

Geo disse...

Oi Rita

Lendo seu post eu percebi um pouco a sua dor que na verdade é a saudade, a sensação de que, por mais amor que se tenha dedicado, ela ainda merecia mais. O amor de mãe e filha é algo inexplicável.

Que o amor e as boas lembranças de sua mãe permaneçam entre vocês.


Beijos com carinho,
Geo.

Sonhos de Crochê disse...

Rita
Vim te visita e descobri sua dor,eu perdi a minha tia,(que me criou,só não me pariu,mas era maezona)faz uns 16 anos,no primeiro momento não aguantava nem falar,hoje tenho uma saudade imensa.Jesus vai te fortalecer e te dar o conforto que voce precisasabado quero te conhecer e te dar um garnde abraço.
bjs.
Mary Nilva

Sandra Allima disse...

amiga vim agradecer pela visitinha,e lendo o teu post...fico muito triste amiga, por vc estar passando por isso todos nós vamos passar,mas é dificil de aceitar,mas o que nos resta a fazer minha querida é orar para que DEUS ILUMINE O SEU CAMINHO e que de a PAZ no coração de todos,gostaria muito de estar ai para te dar um abraço,mas...coloque a sua mão direita no seu ombro esquerdo,e sua mão esquerda no ombro direito aperte bem gostoso,vc fez ESSE FOI O MEU ABRAÇO,beijinhos Sandra.

Wal disse...

Rita, eu ainda estou arrepiada.Essas coisas de separação nada pode aliviar.Só o tempo...mas, leia com atenção essas pegadas que eu,particularmente, acho muito confortante:
PEGADAS NA AREIA

Um dia eu tive um sonho...
Sonhei que estava andando na praia com o Senhor
e no céu passavam cenas da minha vida.
Para cada cena que passava, percebi que eram
deixados dois pares de pegadas na areia:
um era meu e o outro do Senhor.
Quando a última cena da minha vida passou diante
de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia,
E notei que muitas vezes, no caminho da minha vida,
havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também que isso aconteceu nos momentos
mais difíceis e angustiantes da minha vida.
Isso me aborreceu deveras
e perguntei então ao meu Senhor:
-Senhor, tu não me disseste que, tendo eu resolvido
te seguir, tu andarias sempre comigo,
em todo o caminho?
Contudo, notei que durante as maiores tribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia.
Não compreendo por que nas horas em que eu mais
necessitava de ti, tu me deixaste sozinho.
O Senhor me respondeu:
- Meu querido filho. Jamais te deixaria nas horas da prova e do sofrimento.
Quando viste, na areia, apenas um par de pegadas, eram as minhas.
Foi exatamente aí que eu te carreguei nos braços.

Não sei o autor desse sonho...
Um carinhoso abraço da Wal

Anônimo disse...

Sinto muito !!!! Muitos acham conforto em saber que os mortos estão apenas dormindo e estão na memória de Deus. Em breve, vai se cumprir a promessa de Jesus em João 5: 28 e 29 : "todos os que estiverem nos túmulos memoriais ouvirão a minha voaz e sairão", ou seja, Jesus vai trazer de volta aqueles que faleceram mas que estão na memória de Deus. E os viventes, que hoje procuram fazer a vontade de Deus, estarão vivos para receberem de volta seus entes queridos falecidos. Se quiser saber mais, me escreva : magali.marques@gmail.com
Beijo, Magali Marques

Sônia Maria disse...

Oi, Rita!
Eu sinto muito!
Peço a Deus que te dê conforto.
Graças a Deus você tem uma família.
Uma família que precisa de você e requer seus cuidados e atenções.
A vida continua..... Continua com a dor da alma.
Só o tempo...O tempo se encarregará de amenizá-la.
Fique com Deus e que 2008 seja um ano melhor pra você e toda sua família.
Abraços com carinho,
Sônia Maria

GOSTO DE FAZER ARTE disse...

Olá Rita!
Lendo esta postagem, calculo a dor da perda da nossa mãe! E eu nem quero pensar que a minha querida mãezinha, pode de repente morrer, e eu longe do Brasil! Mas continuo tendo fé e peço forças a Deus para aguentar quando chegar essa hora!
Bjos, força e fé em Deus, tudo de bom nesse novo ano que inicia.
Bjos Mércia