sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Papai Noel


Quando eu era menina, minha avó e minha mãe diziam que Papai Noel só existia para crianças ricas. Eu teimei. Nem me perguntem porque? Fui uma criança muito quieta, calada, perdida em muitos pensamentos. Não ousava ser malcriada. Não imagino o que me levou a teimar tanto. No Natal eu colocava meu sapato na janela esperando o presente. Minha avó tirava assim que percebia. Então eu passei a colocá-los anos após anos no terraçinho de tráz da casa. Mesmo assim ele nunca veio. Nossa família não tinha o hábito de presentear com brinquedos. Eram sempre roupas, sapatos, material escolar... coisas úteis. Só sei que sempre sentí muita falta do Papai Noel, até hoje chego a pensar na dificuldade dêle em encontrar o meu sapato.

Quando nos mudamos do interior para a capital perdemos aquela festa de rua típica das cidadezinhas interioranas, onde a festa era: roupa nova, passeio na praça, missa do galo e baile. Enquanto meus avós eram vivos nós íamos para Catende, depois que eles se foram resolvemos fazer um jantar em família, com presentes e muita alegria.
Esse será um Natal diferente, está faltando um. Vamos fazer o jantar na minha casa, simples, mas estaremos juntos.
Então, nessa semana que antecede ao Natal eu tenho um pedido para o Papai Noel e para todos que lerem este post:

Não esqueçam do presente do aniversariante: Jesus!

(Foto encontrada em minhas andaças na Net)

3 comentários:

Rosely disse...

Olá Rita.
Que o espírito do Natal,
possa permanecer
em nosso coração, hoje,
e em todos os dias
do ano que se inicia.
Que o Amor, seja o farol
a guiar nossos caminhos!..


Feliz Natal!!
Próspero Ano Novo!!

Obrigada pelo carinho.
Beijo grande em seu coração

Geo disse...

Oi Rita

Fiquei imaginando ao ler seu comentário quantas crianças, insistentemente, colocam seus sapatos na janela à espera do Papai Noel. Seria tão bom se todas as crianças pudessem ter essa alegria.
Pode ter certeza que lembrarei do presente do aniversariante, Jesus.

Beijo grande um feliz Natal pra você e sua família.

Sônia Maria disse...

Olá, Rita!
Que linda história a sua!
Desejo que este Natal seja lindo, pra você e sua família. Cheinho de muito saú, paz, amor e muitas comemorações.
Abraços com carinho,
Sônia Maria