quinta-feira, 27 de setembro de 2007

O Sofá



Hoje meu marido me perguntou, qual a nossa prioridade, o muro, um guarda-roupa ou o sofá? E agora o que escolher?Como escolher apenas um? É claro que vou defender o sofá, afinal, minha casa sou e o sofá... bem o sofá, se for eu está aparentando bem mais idade que os meus completos quarenta e cinco anos. Deve ter ido a mais festas que eu porque a almofada central cedeu o tecido já rasgou então isso quer dizer que botou pra quebrar nas badalações, excesso de sentadas ou quem sabe o peso de quem sentou. Comparando comigo meu estado é muito melhor, badalei muito, tomei muito sol, passei algumas noites em claro, mas nenhuma almofada cedeu, ainda! O tecido dele está gasto em algumas partes e rasgado onde cedeu e eu? Bem meu tecido já não tem mais o viço de antes, realmente está um pouco desbotado mas no geral o estado é bom. Celulite nos lugares certos (coxas e bubum), estrias somente no bubum e poucas. Isso quer dizer que rasgado mesmo não tenho nada! Também estou na vantagem sobre ele porque minha flexibilidade diminuiu só um pouquinho. Mas estou aqui mesmo é para defendê-lo. Ele é meu companheiro de filmes, ficamos os dois assistindo até tarde. É com ele também que tomo aquele chazinho quando termino meus afazeres domésticos, depois do banho, só para relaxar e ir dormir. É nele que fico em algumas tardes de domingo fazendo o meu querido crochê ou lendo... bem acho que ganha o sofá. Pra dar uma ajudazinha e ele ficar mais parecido comigo. Quanto ao guarda-roupa... ... é o mesmo do meu tempo de solteira, qualquer dia abre em flor de tanta coisa dentro, mas como sou muito boa em engenharia de espaço (colocar muita coisa num canto só) acredito que dê para esperar um pouco mais, afinal as visitas não vão abri-lo e meu marido não procura mesmo muita coisa nele. Como todo masculino, ele dá aquela olhadinha básica e me pergunta onde está o que ele procura. Não vai mudar muita coisa um guarda-roupa maior. O muro é outra questão, delicada e complicada. O Nosso terreno só tem muro em um dos lados, o outro, bem o outro dá de cara para a horta de meu vizinho e nossos terrenos se separam por uma cerca que me deixa ver como anda o progresso de sus hortaliças. Então meus queridos e queridas, acho que quem vai ganhar o premio é o sofá.
(Foto do decor8)

2 comentários:

Giselle disse...

Lindinha Rita, vc é engraça, espontânea e muito inteligente.Eu continuo dizendo: Quem tem blog não precisa de terapeuta.Sabe eu também prefiro o sofá....da última vez que olhei no fundo dele haviam uns 20 carrinhos pequenos do meu filho.Rs...Não sei como eu achou um buraco e foi enfiando tudo dentro.Preciso trocar o sofá também!
Beijinhos.
Giselle

Geo disse...

Que dilema! Acho que também ficaria com o sofá,mas com certeza não ficaria com o muro. Tive uma casa sem muros com a visinha na minha infância e achava ótimo. Aproveite a cerca e faça um muro vivo, pergunte a Thais como fazê-lo. Vc poderá ter flores, borboletas e beija-flores. Amei seu texto!