sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Ando assim meio "assim-assim". Ocupadíssima no trabalho e tentando dar uma repaginada na casa durante os finais-de-semana. Alguns acontecimentos me fizeram refletir de que maneira estou cuidando de mim. Por que da família, do trabalho, da casa... ... ... ...







Tenho negligenciado a mim nesses últimos tempos (não vou nem dizer quanto). Muita coisa pra dar conta e fui me deixando de lado. Muitas coisas aconteceram, sofri algumas perdas, alguns trupicões... ... e assim, percebí que também preciso de cuidados e que mereço também.
Dia desses fui comprar uma sandália rasteirinha pra mim e uma amiga que me acompanhava comentou: Até que enfim tu compra alguma coisa pra tu mesmo. É só pra casa, meninas ...
Pelo jeito meu comportamento já passou do limites. O "povo" já está notando, então... ... Tô começando os dias com um magnífico café da manhã, saio de casa "forradinha" e forte pra enfentrar aquele ônibus e percurso devastadores.

Também tenho passado alguns momentos de leitura ou de croche sentada no meu banquinho (ainda sem reforma) na área de serviço que em breve será minha varandinha e craft room.

E apesar de me dedicar inteiramente a minha família, vez por outra sentí falta da liberdade de outrora, sempre vivi num eterno conflito e pelo jeito ando somatizando isso por que já estou sentindo um certo "cansaço", dores no corpo e inchaços de causas orgânicas inexplicáveis. Acredito que minha alma cigana está querendo se soltar....
Fonte:( fotos do café-da-manhã: Informativo Minha Vida)

4 comentários:

Anônimo disse...

Querida mesmo com nossos afazeres, temos que tomar conta de nos tambem. Cuide-se.
Miranda

Janice disse...

Rita,
cuide de você mesma primeiro, para poder depois cuidar dos outros.
E afinal de contas nós merecemos!!!!
Bom final de semana.
Beijo :)

Suelly Marquêz disse...

Rita, que espaçolindo este seu, adorei! e sua sensibilidade es´ta aflorada,
use a bastante, não fique aí somatizando,não, viva,intensamente, faça o que vier em suacabeça, use a sua criatividade,
coisas guardadas, não desenvolvidas não têem bons resultados, falo por experiencia,
mas meus parabens,
sou aqui deMinas Gerais,
tenho um blog tambem mas falo alí de minha simples existencia,mas sou chegada a por a mao na massa,(tintas) ontem mesma estava toda bezuntada de betume verniz e esmaltes prata e bronze, inventando e passando o tempo, isto faz bem pra nossa alma....
beijos e use sua criatividade!!!!
suas coisas sãolindas, seus crochets, suas louças, adorei seu banco!

Isabel Cristina disse...

Oi Rita, menina, lendo seu post me vi nele. Depois que casei, não sei se por empolgação ou imposição da necessidade, não tenho tempo para mim. Quando fico em casa é cuidando da minha filha, cuidando da casa, cuidando das plantas, cuidando, cuidando das roupas... o dia vai embora e não cuidei de mim. Faz semanas que não faço a unha do pé!! Não compro quase nada para mim, mim mesmo, é tudo para casa e para a filha. Até que este lance de comprar coisas eu não me importo, fico feliz quando compro alguma coisa para casa ou filha. Mas fico chateada quando não tenho tempo de cuidar das unhas ou do cabelo... quando a coisa tá mesmo feia (como as unhas dos meus pés agora) páro tudo e vou cuidar de mim! Senão tudo desanda! Beijos querida, adoro suas visitas.