terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Paixão de Cristo em Nova Jeruzalém/PE




Cena da Ressurreição

O maior teatro ao ar livre do mundo, está localizado no município de Brejo da Madre de Deus, Região Agreste do Estado de Pernambuco a 180 km do Recife.E de 15 a 22 de março deste ano, será encenado mais um espetáculo da Paixão de Cristo.

No início era apresentado nas ruas da vila de Fazenda Nova por iniciativa de Epaminondas Mendonça, que depois de ler em uma revista que a Paixão de Cristo era encenada numa cidade alemã, resolveu realizar esse evento, na semana santa para atrair turistas e movimentar o comércio local. Estas primeiras apresentações contavam com a participação de seus familiares e amigos.

Somente com a chegada de Plínio Pacheco, é que foi construída a cidade-teatro de Nova Jerusalém. Em 1968, foi realizado o primeiro espetáculo e são 40 anos de apresentações ininterruptas dentro das muralhas, que atraem espectadores do Brasil e do mundo.


"A vida colocou-me diante da pedra e da figura de granito que é o homem nordestino. Aquele era meu povo, cantando num cenário de sol. Criar a cidade-teatro. Uma cidade de sete portas e setenta torres. Unir fragmentos dispersos da personalidade humana, transformar homens mutilados em seres humanos completos. A força maior levando aos quadrantes da terra a notícia desta epopéia em granito. A construção da Nova Jerusalém. ...Erguida com 80% de recursos próprios, é uma sociedade privada, sem fins lucrativos. É claro que reconheço e todos sabem que tenho como princípio, que ninguém constrói nada sozinho. Diante disto, tenho a obrigação moral de tornar pública a gratidão da Nova Jerusalém e da Sociedade Teatral de Fazenda Nova (STFN) a todos que aqui colocaram pedras, reais ou simbólicas. Mas, nós devemos ter a humildade e reconhecer que essas pedras, pertencem ao patrimônio cultural e artístico do País. Nova Jerusalém é patrimônio do povo. E cidadão nenhum tem o direito de reivindicar gratidão do seu País, porque é obrigação, particular e pública, de cada cidadão ampliar e multiplicar o patrimônio que recebeu dos seus antepassados."

4 comentários:

Geo disse...

Vendo a grandiosidade do evento não dá pra imaginar essa história. Amei saber disso.

As palavras ditas por Plínio Pacheco são sábias e muito verdadeiras
"...é obrigação, particular e pública, de cada cidadão ampliar e multiplicar o patrimônio que recebeu dos seus antepassados."

Cristiane Fetter disse...

Trabalho incrível do Plínio, traz renda, trabalho, dignidade, visibilidade para esta área.
Sem contar que todos aqueles que veem dizem ser muito emocionante.
Beijocas

Maria Salomé disse...

Minha querida amiga

Estou aqui logo cedinho para comemorar com com você está linda data, que é seu aniversário, te desejo tudo de bom, que Deus continue te abençoando ricamente e te dando saúde, paz e alegria.
Feliz aniversário.
Beijos carinhosos
Salomé

Adriana disse...

Oi Rita!

Já tive a oportunidade de assistir mais de uma vez esse belo espetáculo e, sem dúvida, é lindo e emocionante!!! Agora, depois que ele foi, digamos assim, "vendido" para a Globo, não gostei muito, pois eles colocam pessoas nem sempre tão habilitadas para fazer determinados papéis, que requerem uma maior carga dramática (opinião muito particular)... Mas, no geral, acho válido, é sem dúvida um espetáculo que emprega muitas pessoas e gera renda para toda uma comunidade...

Beijos!!